Nome dos Prefeitos de Guarulhos

Lista dos nomes de todos os Prefeitos que já governaram a cidade de Guarulhos

Esta é uma lista de prefeitos de Guarulhos.

  • 2009 até hoje Sebastião Almeida – Eleição Direta
  • 2000 a 2008 Elói Pietá – Eleição direta
  • 1998 a 2000 Jovino Cândido, vice de Nefi Tales – Assumiu quando do afastamento do prefeito
  • 1997 a 1998 Nefi Tales – Eleição direta – Afastado pela justiça e posteriormente cassado pela Câmara Municipal
  • 1993 a 1996 Vicentino Papotto – Eleição direta
  • 1988 a 1992 Pascoal Thomeu – Eleição direta
  • 1983 a 1988 Dr. Oswaldo de Carlos – Eleição direta
  • 1982 a 1983 Dr. Rafael Rodrigues Filho – Como Presidente da Câmara, e face a desincompatibilização do vice-prefeito Oswaldo De Carlos, assumiu em 13 de Maio de 1982, exercendo o cargo até 19 de Fevereiro de 1983.
  • 1977 a 1982 Nefi Tales – Eleição direta, de 19 de Fevereiro de 1977 a 13 de Maio de 1982, quando desincompatibilizou-se para disputar uma vaga à Assembléia Legislativa do Estado. Elegeu-se.
  • 1973 a 1977 Waldomiro Pompêo – Eleição direta, de 31 de Janeiro de 1973 a 30 de Janeiro de 1977.
  • 1970 a 1973 Jean Pierre Hermann de Morais Barros – Nomeado como interventor, pelo Governo Federal. De 14 de Junho de 1970 a30 de Janeiro de 1973
  • 1970 Alfredo Antonio Nader = Eleição direta – Assumiu em 31 de Janeiro de 1970, teve o mandato cassado, com base no AI 13, por Decreto de 13 de Junho de 1970
  • 1966 a 1970 Waldomiro Pompêo – Eleição direta, de 24 de Novembro de 1966 a 31 de Janeiro de 1970
  • 1962 Francisco Antunes Filho vice-Prefeito, substituiu o Dr. Mário Antoneli durante uma licença para tratamento de saúde. De 15 de Outubro de 1962 a 15 de Novembro de 1962
  • 1961 a 1966 Dr. Mário Antonelli – Eleição direta, teve o mandato eletivo prorrogado por mais 1 ano, por Decreto firmado pelo Marechal Castelo Branco, em 23 de Dezembro de 1965. De 13 de Dezembro de 1961 a 24 de Novembro de 1966
  • 1957 a 1961 Fioravante Iervolino – Eleição direta De 13 de Dezembro de 1957 a 13 de Dezembro de 1961
  • 1953 a 1957 Rinaldo Poli – Eleição direta. De 13 de Dezembro de 1953 a 13 de Dezembro de 1957
  • 1952 a 1953 Antônio Prátici – Nomeado pelo Governo do Estado. De 31 de Janeiro de 1952 a 13 de Dezembro de 1953
  • 1948 a 1952 Fioravante Iervolino – Nomeado pelo Governo do Estado. De 4 de Setembro de 1948 a 3 de Janeiro de 1952
  • 1947 a 1948 Dr. Olivier Ramos Nogueira – Nomeado pelo Governo do Estado. De 12 de Julho de 1947 a 4 de Setembro de 1948.
  • 1947 João Mendonça Falcão – Nomeado pelo Governo do Estado. De 9 de Abril de 1947 a 12 de Julho de 1947
  • 1945 Vasco Elídio Egidio Brancaleoni – Nomeado interinamente pelo governo do Estado
  • 1945 a 1947 Dr. Heitor Maurício de Oliveira – Nomeado pelo Governo do Estado. De 23 de Maio de 1945 a 25 de Março de 1947
  • 1945 Gentil Bicudo Contador – Nomeado interinamente pelo Governo do Estado, durante a enfermidade e morte de José Maurício de Oliveira. De 9 de Janeiro de 1945 a 23 de Maio de 1945.
  • 1940 a 1945 José Maurício de Oliveira – Nomeado pelo Governo do Estado em 19 de Dezembro de 1940, tomou posse no mesmo dia
  • 1940 Gentil Bicudo Contador – Nomeado interinamente face à exoneração do Major José Moreira Matos.
  • 1938 a 1940 Major José Moreira Matos – Nomeado pelo Governo do Estado. De 21 de Julho de 1938 a 19 de Dezembro de 1940
  • 1938 Gentil Bicudo Contador – Nomeado interinamente para substituir Guilhermino Rodrigues de Lima, pela sua demissão. De 11 de Julho de 1938 a 21 de Julho de 1938
  • 1936 José Saraceni – Nomeado interinamente para substituir Guilhermino Rodrigues de Lima, pelo Secretário da Justiça De 26 de Fevereiro de 1936 a 13-31936
  • 1936 Gentil Bicudo Contador – Nomeado pelo Governo do Estado durante licença de Guilhermino Rodrigues de Lima. De 14 de Fevereiro de 1936 a 26 de Fevereiro de 1936
  • 1933 a 1938 Guilhermino Rodrigues de Lima – Nomeado pelo Governo do Estado. De 2 de Setembro de 1933 a 11 de Julho de1938.
  • 1933 Carlos Panadês – Funcionário mais graduado da prefeitura, recebeu o cargo do seu irmão, até então prefeito, Ariovaldo Panadés, pela demissão deste. De 31 de Agosto de 1933 a 2 de Setembro de 1933
  • 1932 Dr. Alfredo Ferreira Paulino Filho – Nomeado interinamente pelo Governo do Estado, para substituir Ariovaldo Panadés, em seu impedimento. De 23 de Outubro de 1932 a 23 de Novembro de 1932.
  • 1931 a 1933 Major Ariovaldo Panadês – Nomeado pelo Governo do Estado. De 11-41931 a 31 de Agosto de 1932
  • 1931 Dr. Alberto Cardoso de Melo – Nomeado pelo Governo do Estado. De 21 de Janeiro de 1931 a 10 de Abril de 1931.
  • 1930 a 1931 Delezino de Almeida Franco – Empossado pela Junta Revolucionária, por indicação do Partido Democrático. De 11 de Novembro de 1930 a 21 de Janeiro de 1931.
  • 1930 João Eduardo da Silva – Vitoriosa a Revolução de 30, em nome da mesma empossou-se no cargo, exigindo a imediata renúncia de José Maurício de Oliveira, o que veio a acontecer. De 25 de Outubro de 1930 a 10 de Novembro de 1931.
  • 1919 a 1930 José Maurício de Oliveira Sobrinho – Escolhido durante um decênio, sucessivamente, pela Câmara.
  • 1917 a 1919 Zeferino Pires de Freitas – Escolhido pela Câmara
  • 1915 a 1916 Felício Antônio Alves – Escolhido para substituir o capitão Gabriel. Indicação confirmada em 7 de Janeiro de 1916.
  • 1908 a 1915 Capitão Gabriel José Antônio – Escolhido pela Câmara. A partir de então a titularidade do Executivo passava a denominar-se Prefeito. Reeleito várias vezes. Faleceu durante o mandato.
  • 1906 a 1907 Capitão João Teófilo de Assis Ferreira Intendente – Escolhido pela Câmara
  • 1902 a 1906 Dr. Leonardo Valtardi – Eleito vereador em 30 de Julho de 1902, em 14 de Agosto de 1902 era escolhido Intendente pela Câmara.
  • 1896 a 1902 Capitão João Francisco da Silva Portilho – Intendente – Escolhido pela Câmara e reeleito pelo Legislativo por várias vezes. Renunciou.
  • 1894 a 1896 Lúcio Francisco Pereira Intendente – Escolhido pela Câmara
  • 1891 a 1894 Advento da República, o Governo Provisório nomeou 4 intendentes: Vicente Ferreira de Siqueira Bueno, Felício Marcondes Munhoz, Antônio Dias Tavares e Luiz Dini. E para presidi-los, Vicente Ferreira de Siqueira Bueno
  • 1890 a 1891 Antônio José de Siqueira Bueno – Interino – Escolhido pela Câmara
  • 1881 a 1890 Capitão Joaquim Francisco de Paula Rabello – Intendente – Escolhido pela, Câmara. Foi o primeiro Chefe do Executivo guarulhense.

Fonte: Wikipédia

Anúncios

Diferenças entre o Voto Branco e o Voto Nulo

Voto nulo e Voto em Branco

Em época de eleições, essa é uma dúvida que aflora em muitos, mas a maioria nem se preocupa em saber a resposta. Ainda mais com tanta gente falando que “votar é importante”, é uma “demonstração de cidadania”, “exercer seu direito de escolha”. No entanto, os votos branco e nulo não deixam de ser também uma forma de escolha.

O voto branco

O voto branco simplesmente é um voto que não vai para nenhum dos candidatos, mas é um voto válido. Ao contrário do que muitos pensam, o voto branco não vai para o candidato com mais votos. Essa é uma crença que surgiu da época dos votos por cédula, quando era fácil fraudar uma cédula em branco durante a contagem para ter o voto de qualquer candidato. O voto em branco registra a vontade do eleitor de não influenciar na decisão, um voto “tanto faz”, de quem não tem preferência mas que se contenta com qualquer candidato.

O voto nulo

Eurico explica sobre voto Branco e Voto nuloO voto nulo tem um papel mais contestador. O voto nulo, ao contrário do branco que significa que qualquer candidato serve, significa que nenhum candidato serve. O voto nulo representa a vontade do eleitor de que nenhum dos candidatos se eleja.
Da mesma forma que um candidato se elege ao conseguir mais de 50% dos votos, se em uma eleição houver mais de 50% de votos nulos, a eleição é anulada e deve ser refeita (dessa vez com outros candidatos).

Existe uma crença por parte da população de que se mais de 50% dos votos forem nulos, a eleição é invalidada e deve ser feita uma nova eleição. Essa crença (da qual eu mesmo fui vítima) foi criada a partir de uma ambigüidade em um artigo do código eleitoral que afirma a nulidade da eleição quando da nulidade de mais de 50% dos votos. Acontece que essa nulidade se refere a votos válidos que venham a ser anulados por fraude ou outro motivo, e não os votos nulos.

Trocando em miúdos

Vemos então que diferente do que as campanhas pregam os votos brancos, e principalmente os nulos representam sim a opinião do eleitor, uma opinião mais acomodada, no caso do branco, ou uma opinião mais radical, no caso do nulo.

Na ocasião em que votos nulos não atinjam 50% (o que normalmente ocorre) Em qualquer situação os votos brancos e nulos têm o papel de aumentar a relevância dos votos válidos. Supondo que 10% da população vote em branco ou anule seu voto, é como se cada voto restante representasse uma fração da população 10% maior.

Exemplificando, em uma população de 150 pessoas com 100 eleitores (nem todos votam), cada voto representa 1,5% da população. Se 20 pessoas (20% dos eleitores) vota em branco, temos 80 votos válidos, e cada voto passa a representar 1,875% da população.

Como vimos, os votos nulos acabam por funcionar como os votos brancos. Isso é uma coisa a se considerar ao escolher o voto nulo. Será que realmente não há candidato que valha ser eleito? Será que não é melhor participar da escolha ao invés de abdicar dela em nome de um protesto vão?

Xingar político virou esporte nacional, mas é bom o povo abrir a cabeça e tentar achar os bons. Repetir frases como “político é tudo ladrão” ou “político nenhum presta” vai melhorar o quê?

Não seja obrigado a votar em quem você não quer no poder!!!

Quantos vereadores podem ser eleito em Guarulhos?

Veja quantos vereadores serão eleitos em Guarulhos nesta eleição

Em Guarulhos há vagas para 34 vereadores eleitos pelo povo, ou seja, na câmara municipal existem apenas 34 cadeiras para os 34 vereadores que serão eleitos nesta eleição de 2012.

.

.

.

.

Quantos vereadores serão eleitos nesta eleição  em Guarulhos

História da Câmara Municipal de Guarulhos

Tudo sobre a Câmara Municipal da cidade de Guarulhos

Do Guarulhos.org

Fundada em 8 de dezembro de 1560, somente em 1880, mais precisamente no Câmara Municipal de Guarulhosdia 24 de março, é que foi emancipada politicamente, sendo elevada à condição de Vila, desligando-se de São Paulo. Contudo, a primeira Câmara só foi constituída em 24 de janeiro de 1881, com a posse de seis vereadores, sendo eles: capitão Joaquim Francisco de Paula Rabello, Francisco Soares da Cunha, Joaquim Rodrigues de Miranda, José de Sant’Anna, Marciano Ortiz de Camargo e José Alves de Almeida Júnior.

O capitão Joaquim Francisco de Paula Rabello foi o primeiro presidente da Câmara e Intendente Municipal, cargo que ocupou ininterruptamente até 1889. Na mesma solenidade também tomaram posse os juízes de paz da Conceição dos Guarulhos, Penha de França e Juquery. Nesse mesmo dia, ainda, o senhor João Teófilo de Assis Ferreira foi escolhido para secretariar a Câmara Municipal, sendo o primeiro funcionário e permanecendo no cargo até o ano de 1885.

E assim a cidade caminhava, construindo seu futuro econômico, político e social a passos lentos, em função da proximidade com a Capital, pois seus habitantes buscavam recursos mais avançados sempre em São Paulo, fato que até os dias atuais dificulta a definição de um perfil para Guarulhos, em que pese sua vantajosa posição econômica e até mesmo populacional. Para se ter uma idéia do quanto a vida passava lentamente por aqui, em 1898 o colégio eleitoral guarulhense era composto por apenas 62 eleitores.Em 1920, esse número cairia para 52.Somente em 1934 Guarulhos ganharia seu primeiro jornal, o “Correio do Povo”, de propriedade de Miguel Parente. Com a promulgação da Constituição de 18 de setembro de 1946, o Município retoma a sua autonomia legislativa. Contudo, o chefe do Executivo continuava a ser nomeado pelo Interventor Federal em São Paulo e em 1948, mais precisamente no dia primeiro de janeiro, foram empossados os novos vereadores.

Endereço da Câmara de Guarulhos

Endereço: R.João Gonçalves, 598 – Centro – Cep 07010-010 

Telefone da Câmara de Guarulhos

Fone: 2475-0200 / Fax 2447-1737
E-mail: diretoriagabinete@camaraguarulhos.sp.gov.br 
Site: www.camaraguarulhos.sp.gov.br

Nome dos atuais vereadores de Guarulhos

Câmara de Guarulhos tem 34 vereadores

Foto dos vereadores de Guarulhos >>

Vereador Partido Votos
ALAN NETO (Antonio Carlos Barbosa Neves) PSC 6.582
VITOR DA FARMÁCIA (Vitor Amódio) PSDC 6.195
GILENO (Girlênio Gomes de Oliveira) PSL 5.879
SILVANA MESQUITA (Silvana Mesquita) PV 5.841
WAGNER FREITAS (Wagner Freitas) PR 5.158
ERALDO SOUZA (Eraldo Souza) PSB 4.936
AURIEL (Auriel Brito) PT 4.916
ENEIDE (Eneide Maria Moreira de Lima) PT 4.888
DR. RICARDO RUI (Ricardo Rui) PPS 4.789
ALENCAR (Alencar Santana) PT 4.541
DR. EDUARDO CARNEIRO (Eduardo Carneiro) PSL 4.460
LAMÉ (Lameh Abdul Rahman Smeili) PT do B 3.977
EDUARDO KAMEI YUKISAKI (Eduardo Kamei Yukisaki) PSDB 3.912
EDUARDO SOLTUR (Eduardo Antonio da Silva Pires) PV 3.746
ULISSES (Ulisses Correia) PT 3.581
ROMILDO SANTOS (Romildo Santos) PSDB 3.506
AMERICANO (Edmilson Sarlo) PHS 3.471
HELENA SENA (Helena Sena) PSC 3.467
TONINHO MAGALHÃES FILHO (Antonio Magalhães Filho) PTC 3.444
ZÉ LUIZ (José Luiz Ferreira Guimarães) PT 3.363
GERALDO CELESTINO (Geraldo Celestino) PSDB 3.287
ZUQUILA ANJO NEGRO DE CUMBICA (Orlando das Graças E Silva) PR 3.220
EDMILSON SOUZA (Edmilson Souza) PT 3.099
PROF. MOACIR (Moacir de Souza) PT 3.095
OTÁVIA (Otávia da Silva Tenório) PRP 3.090
PAULO ROBERTO CECCHINATO (Paulo Roberto Cecchinato) PP 2.964
PROFª. MARISA DE SÁ (Marisa de Sá) PT 2.918
PAULO SERGIO (Paulo Sergio) PV 2.787
DR. JOSE MARIO (José Mario) PTN 2.655
UNALDO SANTOS (Unaldo Santos) PSB 2.615
GUTI (Gustavo Henric Costa) PMDB 2.478
INDIO DE CUMBICA (José Bispo da Cruz Santos) DEM 2.395
LUIZA CORDEIRO (Luiza Cordeiro) PC do B 2.073
NOVINHO BRASIL (Francisco Ferreira Brasil) PTN 1.769

Fonte Câmara Municipal, agosto 2007. http://www.camaraguarulhos.sp.gov.br